Tabela de Conversão de Farinhas de Trigo para Farinhas sem Glúten

Tabela de Conversão

Farinha de Trigo para Farinhas sem Glúten

Farinha de Trigo

Farinha de Arroz

Fécula de Batata

Farinha de Tapioca

Povilho Doce

Goma Xantana

1/2 Chávena
1/3 Chávena
2 Colheres de Sopa
 1 Colher de Sopa
 1/4 Colher de Chá
1 Chávena
1/2 Chávena
3 Colheres de Sopa
  1 Colher de Sopa
 1/2 Colher de Chá
1 – 1/4 Chávena
3/4 Chávena
1/3 Chávena
3 Colheres de Sopa
2/3 Colher de Chá
1 – 1/2 Chávena
1 Chávena
5 Colheres de Sopa
 3 Colheres de Sopa
 3/4 Colher de Chá
1 – 3/4 Chávena
1 – 1/4 Chávena
5 Colheres de Sopa
 3 Colheres de Sopa
 1 Colher de Chá
2 Chávenas
1 – 1/2 Chávena
1/3 Chávena
 1/3 Chávena
 1 Colher de Chá
2 – 1/2 Chávena
1 – 1/2 Chávena
1/2 Chávena
 1/4 Chávena
  1 – 1/8 Colheres de Chá
2 – 3/4 Chávena
2 Chávenas
1/2 Chávena
 1/4 Chávena
 1 – 1/4 Colheres de Chá
3 Chávena
2 Chávenas
2/3 Chávena
 1/3 Chávena
 1 – 1/2 Colheres de Chá

Fonte: http://gygi.com/blog

O que é a Goma de Xantana:

A Goma Xantana é um polissacarídeo obtido naturalmente pela fermentação da bactéria Xanthomonas campestris, que sintetiza a goma para evitar sua desidratação. É um aditivo bastante utilizado na indústria farmacêutica e alimentícia como estabilizante, espessante e emulsificante.

No Brasil

Atualmente, 100% da goma xantana consumida no Brasil é importada, e tem origem na glicose do milho. Alguns estudos desenvolvidos no país apontam para a produção de goma xantana a partir do soro de leite e do caldo da cana-de-açúcar.

Na Industria do Petróleo

Na industria do Petróleo a goma xantana é utilizada em operações de perfuração e completação de poços na forma de tampão viscoso. Devido a sua alta viscosidade, quando bombeado no poço, o tampão de goma xantana carrega os detritos para superfície, limpando-o de forma efetiva.

 

Poderá gostar ...

3 Responses

  1. Não têm nada em gramas? Por vezes as equivalências são melhores….. Obrigado

Deixar uma resposta